O discurso autorizado do patrimônio e a fabricação do Patrimônio Cultural em contextos contemporâneos

Autores

  • Laurajane Smith
  • Ana Gabriela Cardoso
  • Helena Stringari Gonçalves
  • Lucas Henrique da Silva Lima
  • Fernando Cesar Sossai

DOI:

https://doi.org/10.21726/rcc.v12i2.2206

Resumo

Nesta palestra, revi meus argumentos sobre o patrimônio como um processo de significação regulado por diferentes discursos enquadrados pela natureza e pelas consequências do Discurso Autorizado do Patrimônio (DAP). Sugiro que o patrimônio pode ser melhor entendido como uma prática performática que ajuda as sociedades e uma série de grupos sociais e comunidades a mediar mudanças e conflitos sociais, econômicos e culturais. Quando enquadradas pelo DAP, essas práticas tendem a defender narrativas históricas nacionais consensuais e a manter o status quo social e político. Porém, quando enquadrado por outros discursos patrimoniais que visam desafiar o DAP ou se estabelecer fora do discurso dominante, o patrimônio pode ser usado para afirmar e defender leituras progressistas da história, que configuram aspirações e agendas esperançosas para o futuro. Da mesma forma, discursos alternativos que se baseiam no DAP podem ser utilizados para defender leituras populistas de direita da história e legitimar suas perspectivas de futuro. A fabricação do patrimônio é sempre política e está diretamente implicada numa política de reconhecimento e redistribuição. Entender como é feita a fabricação do patrimônio e identificar quem dela se beneficia e quem é esquecido ou marginalizado nesse processo é importante para compreender as consequências do patrimônio em contextos contemporâneos. A palestra é ilustrada com dados etnográficos coletados em comunidades e com visitantes de patrimônios na Austrália, Inglaterra e EUA.

Downloads

Publicado

2023-12-08

Como Citar

Laurajane Smith, Ana Gabriela Cardoso, Helena Stringari Gonçalves, Lucas Henrique da Silva Lima, & Fernando Cesar Sossai. (2023). O discurso autorizado do patrimônio e a fabricação do Patrimônio Cultural em contextos contemporâneos. Revista Confluências Culturais , 12(2), 122–135. https://doi.org/10.21726/rcc.v12i2.2206