PRÉ-FABRICAÇÃO EM PROJETOS DE ESPAÇOS COMPACTOS VOLTADOS PARA TURISMO SUSTENTÁVEL: ASPECTOS DE BIOFILIA E DESIGN BIOINSPIRADO

Autores

  • Plácido Fernandes Caluete Neto
  • Amilton José Vieira Arruda

DOI:

https://doi.org/10.21726/pl.v7i1.2377

Resumo

A construção pré-fabricada vem se tornando uma grande alternativa ante as demandas do mundo contemporâneo, sobretudo quanto às questões de sustentabilidade e eficiência construtiva, em comparação aos sistemas tradicionais. Seu emprego mundo afora, especialmente em países desenvolvidos, tem se consolidado ao longo das últimas décadas como uma importante estratégia no caminho do desenvolvimento sustentável, fazendo do sistema uma excelente opção para a redução das emissões de gases de efeito estufa na atmosfera, sobretudo quando combinado com o uso de materiais construtivos com baixa emissão de carbono. Nesse contexto, o emprego do sistema construtivo para a criação de micro-habitações emerge da aproximação entre as disciplinas de design e arquitetura, especialmente pela escala desses artefatos, e tende a recomendar a união entre biofi lia e bioinspiração como pressupostos projetuais eficientes, principalmente no âmbito de projetos voltados para o turismo sustentável. Assim, o presente artigo propôs um breve levantamento desse tipo de aplicação, no sentido de orientar a concepção projetual em busca de soluções que possam utilizar a biomimética e o design biofílico como caminhos eficientes para a criação de tais artefatos, a fim de promover estratégias que possam contribuir para a concepção do espaço edificado de forma inovadora e sustentável.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2024-06-26

Como Citar

CALUETE NETO, Plácido Fernandes; ARRUDA, Amilton José Vieira. PRÉ-FABRICAÇÃO EM PROJETOS DE ESPAÇOS COMPACTOS VOLTADOS PARA TURISMO SUSTENTÁVEL: ASPECTOS DE BIOFILIA E DESIGN BIOINSPIRADO. Plural Design, Joinville, SC, Brazil, v. 7, n. 1, p. 103–120, 2024. DOI: 10.21726/pl.v7i1.2377. Disponível em: https://periodicos.univille.br/PL/article/view/2377. Acesso em: 13 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos