DESIGN, ERGONOMIA E AGRICULTURA FAMILIAR: CONTRIBUIÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTAS PARA BANANICULTURA

  • Gabriela Machado Karkling
  • César Nunes Giracca
  • Diogo Pontes Costa
  • Giselle Schmidt Alves Díaz Merino
  • Eugenio Andrés Díaz Merino
Palavras-chave: design; ergonomia; agricultura.

Resumo

A pesquisa teve como focos a contribuição do design
na saúde, na qualidade e na produtividade do trabalhador rural,
especificamente no setor de bananicultura, e a busca de soluções
ergonômicas para ferramentas de despenca de bananas. O Guia de
Orientação para o Desenvolvimento de Projetos (GODP), estruturado
em três grandes momentos (inspiração, ideação e implementação)
e oito etapas – oportunidade, prospecção, levantamento de dados,
organização e análise, criação, execução, viabilização e verificação –,
foi utilizado como norteador da pesquisa. Por meio de pesquisas e
análises, pôde-se identificar que a ferramenta manual de despenca de
bananas usada na etapa de pós-colheita apresenta uma série de riscos
à saúde física do trabalhador, bem como à qualidade, à produtividade e
ao desempenho no trabalho. Com isso, criaram-se conceitos e requisitos
projetuais que direcionaram a geração de soluções, buscando-se
minimizar e se possível eliminar os principais problemas identificados.
Por fim, as alternativas foram avaliadas, e pôde-se chegar a uma solução
para a ferramenta de despenca de bananas que apresenta tecnologia
de corte oscilante, velocidade de corte e redução de movimentos
repetitivos e da aplicação de força pelo trabalhador, bem como a
possibilidade de troca de lâminas com encaixe universal. Somado a
isso, foi possível incorporar uma pega antiderrapante ergonômica e
cabo extensor telescópico para facilitar o corte nas pencas de bananas
em diferentes alturas. As características potencializam um trabalho mais seguro, confortável, eficiente e produtivo, tendo como base o design
centrado no ser humano.

Publicado
2021-06-01
Seção
Artigos