Correlação entre doença periodontal de puérperas e nascimento de bebês prematuros ou de baixo peso: estudo clínico

Autores

  • Luiza Hoffmann
  • Micaela Bernardes Bona

DOI:

https://doi.org/10.21726/rsbo.v21i1.2341

Palavras-chave:

doença periodontal; gestante; bebês prematuros.

Resumo

Em virtude do caráter infeccioso, a doença periodontal tem sido apontada como um fator potencial de risco para o nascimento de bebês prematuros ou de baixo peso. Objetivo: Avaliar uma possível correlação entre doença periodontal e nascimento de bebês com baixo peso ou prematuros. Material e métodos: Realizou-se exame periodontal em 70 puérperas, com idades entre 20 e 35 anos, separadas em 2 grupos, as que deram à luz bebês prematuros ou com baixo peso (teste) e as que deram à luz bebês nascidos na idade gestacional e peso normais (controle). Por meio do levantamento do peso e idade gestacional, foi correlacionado o estado periodontal com o peso de nascimento dos bebês. Resultados: Foram incluídas 62 puérperas, 28 integraram o grupo teste e 34 no grupo controle; destas, 24 apresentaram saúde bucal, 22 gengivite e 16 periodontite. Após utilizar o método risco relativo, foi alcançado valor nulo da relação entre periodontite e nascimento de bebês prematuros ou de baixo peso e um risco maior para as mulheres que apresentaram gengivite. Conclusão: A gengivite parece possuir correlação com o nascimento de bebês prematuros ou baixo peso, já a periodontite, por causa do pouco número de amostras, demonstrou não haver correlação. Porém é necessária mais amostra de pacientes, além de expandir o projeto a outros hospitais, para obter resultados mais confiáveis e precisos com maior número de puérperas.

Downloads

Publicado

2024-05-27

Como Citar

Luiza Hoffmann, & Micaela Bernardes Bona. (2024). Correlação entre doença periodontal de puérperas e nascimento de bebês prematuros ou de baixo peso: estudo clínico. RSBO, 21(1), 231–2. https://doi.org/10.21726/rsbo.v21i1.2341

Edição

Seção

Short Communication