Cobertura de equipes de saúde bucal em áreas descentralizadas de saúde do Ceará: uma série temporal

Autores

  • Larissa Guimarães Ferreira
  • Laís Guimarães Ferreira
  • Dulce Maria De Lucena Aquiar
  • Karyne Barreto Gonçalves Marques
  • Marina Mota Lima Verde
  • Paulo Leonardo Ponte Marques

DOI:

https://doi.org/10.21726/rsbo.v21i1.2316

Palavras-chave:

acesso aos serviços de saúde; saúde bucal; Atenção Primária à Saúde.

Resumo

O avanço na implantação de equipes de saúde bucal (eSB) possibilitou maior cobertura populacional no estado do Ceará. No entanto o aumento do número de equipes nem sempre indica maior acesso ao tratamento odontológico. Objetivo: Analisar o histórico de primeiras consultas odontológicas e eSB implantadas nas Áreas Descentralizadas de Saúde (ADS) de uma Região de Saúde. Material e métodos: Estudo de série temporal em três de 22 ADS do estado do Ceará. A coleta de dados foi realizada nas bases de dados DATASUS e e-Gestor por meio do número de primeiras consultas, número de eSB, estimativa de cobertura populacional e percentual de cobertura da saúde bucal, no período de 2008 a 2021. Os dados foram organizados em planilha no Microsoft Excel e analisados por intermédio de estatística descritiva. Resultados: Entre 2008 e 2015 as primeiras consultas cresceram 119%; em seguida houve declínio na média de 47.934 para 1.605 em 2018. O número de eSB aumentou de 97 para 163 em todo o período. A ADS com maior percentual de população atendida e maior número de primeiras consultas (48,4%) foi Limoeiro do Norte. A ADS de Russas aumentou 8,4 vezes a cobertura de eSB em relação à população. Conclusão: Observou-se tendência decrescente no número de primeiras consultas odontológicas, mesmo com a implantação de novas eSB, o que implica redução do acesso ao tratamento odontológico na Atenção Primária à Saúde.

Downloads

Publicado

2024-05-27

Como Citar

Larissa Guimarães Ferreira, Laís Guimarães Ferreira, Dulce Maria De Lucena Aquiar, Karyne Barreto Gonçalves Marques, Marina Mota Lima Verde, & Paulo Leonardo Ponte Marques. (2024). Cobertura de equipes de saúde bucal em áreas descentralizadas de saúde do Ceará: uma série temporal. RSBO, 21(1), 98–104. https://doi.org/10.21726/rsbo.v21i1.2316

Edição

Seção

Artigos Originais de Pesquisa