Implantação de serviço multidisciplinar em estomatologia e patologia oral

Autores

  • Thalía Rissa Silva
  • Vinícius Gonçalves de Souza
  • Amaro José Alves Júnior
  • Luís Henrique da Silva Lima
  • Damilys Joelly Souza Santos
  • Tatiana Santos Araújo
  • Ludimila Paula Vaz Cardoso
  • Carla Silva Siqueira Miranda

DOI:

https://doi.org/10.21726/rsbo.v21i1.2313

Palavras-chave:

medicina bucal; atenção primária à saúde; neoplasias bucais; equipe de assistência ao paciente.

Resumo

A maioria das doenças bucais pode ser prevenida por medidas individuais, comunitárias e profissionais, mas a acessibilidade é dificultada por recursos limitados e mal distribuídos. Para reduzir o risco desses agravos, os sistemas de saúde bucal precisam ser orientados no sentido do fortalecimento da atenção e prevenção primária à saúde. Objetivo: Avaliar a implantação de serviço de estomatologia e patologia oral vinculado ao SUS e o perfil clínico-epidemiológico dos pacientes atendidos. Material e métodos: Avaliaram-se as ações de educação permanente em saúde, a qualidade do serviço prestado aos pacientes e o perfil de pacientes atendidos no período de novembro de 2017 a fevereiro de 2020. Resultados: A média de avaliação da educação permanente foi igual ou superior a 8,5 em todos os critérios avaliados. O tempo entre a percepção do paciente e a procura do atendimento, entre a triagem e o atendimento no serviço especializado e entre o atendimento do serviço e a emissão do laudo anatomopatológico foram de, respectivamente, 688,9, 22,7 e 7,9 dias. Observou-se concordância entre o diagnóstico clínico e o diagnóstico anatomopatológico em 78,8% dos casos. Lesões bucais foram detectadas em 35,3% dos pacientes; destes, 75,2% realizaram biópsia. No grupo com lesões bucais, a mediana de idade foi de 54 anos, sendo 55,2% do sexo feminino, 33,3% se declaram brancos, 49,5% são tabagistas/ex-tabagistas e 31,4% eram hipertensos. Conclusão: Este estudo reforça a importância e necessidade de serviços multiprofissionais com foco na atenção primária à saúde para prevenção, diagnóstico precoce e tratamento de lesões bucais.

Downloads

Publicado

2024-05-27

Como Citar

Thalía Rissa Silva, Vinícius Gonçalves de Souza, Amaro José Alves Júnior, Luís Henrique da Silva Lima, Damilys Joelly Souza Santos, Tatiana Santos Araújo, … Carla Silva Siqueira Miranda. (2024). Implantação de serviço multidisciplinar em estomatologia e patologia oral. RSBO, 21(1), 71–80. https://doi.org/10.21726/rsbo.v21i1.2313

Edição

Seção

Artigos Originais de Pesquisa