Microabrasão superficial do esmalte em dentes acometidos por manchamentos: relato de caso clínico

Autores

  • Eduardo Trota Chaves
  • Laura Lourenço Morel
  • Antônio Marcos Gonçalves Duarte
  • Rafael Guerra Lund
  • Giovane Hisse Gomes
  • Josué Martos

DOI:

https://doi.org/10.21726/rsbo.v20i2.2132

Palavras-chave:

manchamento intrínseco; estética dental; microabrasão.

Resumo

Manchamentos intrínsecos estão comumente relacionados a defeitos de desenvolvimento dentário e algumas condições sistêmicas, como traumatismo dental, amelogênese imperfeita, dentinogênese imperfeita, ingestão sistêmica de tetraciclina durante a formação dentária, além de fluorose. Objetivo: Apresentar um caso clínico de manchamento intrínseco nos incisivos e caninos superiores tratados com associação de duas técnicas/materiais de microabrasão superficial de esmalte. Relato de caso: Paciente do sexo masculino apresentava os dentes anterossuperiores com manchas extensas, sobretudo no terço incisal, de colorações amareladas e acastanhadas, localizadas em faixas horizontais bem definidas, causando desconforto estético. Após anamnese e exames clínicos, o planejamento recaiu em uma abordagem mais conservadora por meio da técnica de microabrasão do esmalte superficial dos dentes acometidos pelo manchamento. Para tal, utilizaram-se dois produtos à base de ácido clorídrico associado a micropartículas de carbeto de silício (Whiteness RM – FGM; Opalustre – Ultradent). A aplicação do produto Whiteness RM sobre a superfície pigmentada foi realizada com espátula ou taça de borracha, sob isolamento absoluto, efetuando-se leve fricção. Na segunda sessão aplicou-se o produto Opalustre, seguindo as instruções do fabricante. Ao fim de cada sessão fizeram-se polimento e aplicação tópica de dessensibilizante. Decorridos 7 e 30 dias da aplicação, foi observada uma melhora acentuada no padrão estético obtido. Discussão: O processo de microabrasão superficial no esmalte acometido pelos manchamentos foi suficiente para melhoria estética do caso. A utilização de técnicas conservadoras, como a microabrasão, deve ser considerada como de primeira escolha em detrimento de facetas restauradoras. Conclusão: Técnicas de micro e macroabrasão, observando aspectos como extensão e profundidade das manchas, devem ser consideradas para casos de pigmentações intrínsecas.

Downloads

Publicado

2023-08-30

Como Citar

Eduardo Trota Chaves, Laura Lourenço Morel, Antônio Marcos Gonçalves Duarte, Rafael Guerra Lund, Giovane Hisse Gomes, & Josué Martos. (2023). Microabrasão superficial do esmalte em dentes acometidos por manchamentos: relato de caso clínico. RSBO, 20(2), 501–08. https://doi.org/10.21726/rsbo.v20i2.2132

Edição

Seção

Artigos de Relato de Caso