Tratamentos de superfície para materiais CAD/CAM híbridos e poliméricos: uma revisão integrativa

Autores

  • Carine de Farias Florentino
  • Renally Bezerra Wanderley e Lima
  • Amanda Lira Rufino de Lucena
  • Isabelle Lins Macêdo de Oliveira
  • João Gabriel Regis da Silva
  • João Vitor do Nascimento Santos
  • Ísis de Araújo Ferreira Muniz
  • Débora e Silva Campos

DOI:

https://doi.org/10.21726/rsbo.v20i2.2120

Palavras-chave:

CAD/CAM; restauração dentária; tratamento de superfície.

Resumo

Avaliar a evidência científica disponível sobre os tratamentos de superfície dos materiais CAD-CAM híbridos e poliméricos e sua influência nas propriedades de adesão a esses materiais dentários. Material e métodos: Foram realizadas buscas nas bases de dados PubMed, Embase, Web of Science e Scopus, com início no mês de agosto até setembro de 2021. A pergunta norteadora da pesquisa foi: quais os tratamentos de superfície utilizados nos materiais CAD-CAM híbridos e poliméricos e sua influência nas propriedades de adesão a esses materiais? Incluíram-se estudos in vitro que avaliaram as propriedades de adesão dos materiais CAD-CAM após aplicação de algum tratamento de superfície. Foram excluídos estudos que utilizaram materiais que possuíam na sua composição apenas cerâmica e estudos que recorreram a tratamentos de superfície experimentais. Realizou-se análise da qualidade metodológica das pesquisas incluídas. Os dados extraídos dos resultados incluídos foram analisados qualitativamente de forma detalhada. Resultados: Após as etapas de seleção e leitura dos artigos, 31 estudos foram selecionados. O material CAD-CAM mais estudado foi a resina nanocerâmica (Lava Ultimate) e a cerâmica infiltrada por polímero (Vita Enamic). Os tratamentos mais usados para esses materiais foram o jateamento com partículas de óxido de alumínio revestidas ou não por sílica e o condicionamento com ácido fluorídrico, seguido da aplicação de um silano. As propriedades mais avaliadas nos estudos foram a rugosidade superficial e resistência de união. Conclusão: O jateamento com partículas de óxido de alumínio revestidas ou não por sílica, seguido da aplicação de um adesivo universal, parece ser o tratamento mais indicado para aumentar a rugosidade e obter adequada resistência de união aos materiais CAD/CAM poliméricos. Por outro lado, para as cerâmicas infiltradas por polímero, o uso do ácido fluorídrico, seguido pela aplicação do silano, parece ser o tratamento de superfície mais indicado.

Downloads

Publicado

2023-08-30

Como Citar

Carine de Farias Florentino, Renally Bezerra Wanderley e Lima, Amanda Lira Rufino de Lucena, Isabelle Lins Macêdo de Oliveira, João Gabriel Regis da Silva, João Vitor do Nascimento Santos, … Débora e Silva Campos. (2023). Tratamentos de superfície para materiais CAD/CAM híbridos e poliméricos: uma revisão integrativa. RSBO, 20(2), 398–419. https://doi.org/10.21726/rsbo.v20i2.2120

Edição

Seção

Artigos de Revisão de Literatura