A cirurgia ortognática influencia na qualidade de vida?

Autores

  • Bruna Luiza Piovesan Santana
  • Rita Tonocchi
  • Camila de Castro Corrêa
  • Cristiano Miranda de Araujo
  • Bianca Lopes Cavalcante Leão

DOI:

https://doi.org/10.21726/rsbo.v20i2.2113

Palavras-chave:

qualidade de vida; maloclusão; anormalidades maxilofaciais; cirurgia ortognática; imagem corporal.

Resumo

Avaliar o impacto da cirurgia ortognática na qualidade de vida em deformidade dentofacial, comparando com o momento cirúrgico e tipo de maloclusão. Material e métodos: 249 participantes preencheram, de agosto a setembro de 2020, o protocolo de qualidade de vida (WHOQOL-bref) composto por 26 itens divididos em quatro domínios (físico, psicológico, relações sociais e meio ambiente), além do escore global. A análise foi realizada pelo teste de Anova a dois critérios, considerando o nível de significância de 5%. Resultados: A queixa mais reportada foi relacionada à estética (54,3%). Houve aumento da qualidade de vida após a cirurgia ortognática para todos os domínios. Considerando o tipo de maloclusão, os participantes com classe III demonstraram maior impacto na qualidade de vida. Conclusão: Verificou-se aumento na qualidade de vida no momento pós-cirúrgico, principalmente nos aspectos físicos. Considerando o tipo de maloclusão, os sujeitos classe III evidenciaram maior ganho na qualidade de vida.

Downloads

Publicado

2023-08-30

Como Citar

Bruna Luiza Piovesan Santana, Rita Tonocchi, Camila de Castro Corrêa, Cristiano Miranda de Araujo, & Bianca Lopes Cavalcante Leão. (2023). A cirurgia ortognática influencia na qualidade de vida?. RSBO, 20(2), 336–43. https://doi.org/10.21726/rsbo.v20i2.2113

Edição

Seção

Artigos Originais de Pesquisa