Revistas

  • RSBO

    A Revista Sul Brasileira de Odontologia - RSBO, iniciou suas publicações no ano de 2004, v.1-n.1. A partir do v.10-n.1, em 2013, encontra-se exclusivamente "on line". A Revista Sul-Brasileira de Odontologia – RSBO –, dirigida à classe odontológica, destina-se à publicação de artigos científicos originais, relatos de casos clínicos e de revisões de literatura. Estas normas baseiam-se no Uniform Requirements for Manuscripts Submitted to Biomedical Journals (The Vancouver style). 
  • Revista Confluências Culturais

    A Revista compreende os eixos temáticos Educação, Patrimônio Cultural e Memória Social, e está vinculada ao Curso de Mestrado em Patrimônio Cultural e Sociedade. Os artigos a serem publicados deverão tratar de práticas em educação patrimonial, gestão e preservação do patrimônio cultural, memória, identidade e estudos culturais.

  • Acta Biológica Catarinense

    Acta Biológica Catarinense, revista do Departamento de Ciências Biológicas da Universidade da Região de Joinville – UNIVILLE, destina-se à publicação de artigos originais em todas as áreas relevantes das Ciências Biológicas voltadas para o meio ambiente e a biodiversidade, incluindo AquaculturaBioarqueologia, Biogeografia, Biologia da Conservação, Biologia Molecular, Botânica, Ecologia, Ecotoxicologia, Educação Ambiental, Etologia, Evolução, Ficologia, Genética de Conservação, Liquenologia, Micologia, Microbiologia Ambiental, Paleontologia e Zoologia. Apresenta também seção destinada a artigos sobre Ensino de Biologia. Compreende um volume anual, podendo desdobrar-se em dois números com periodicidade trimestral. 

  • Plural Design

    A Revista Plural Design conta um Conselho Editorial de pesquisadores com reconhecida produção técnica e científica na área do Design. Os trabalhos serão enviados para avaliação sem a identificação do(s) autor(es). A análise do artigo será realizada pelo Conselho Editorial ou por Avaliadores Ad Hoc, convidados por sua notória experiência e saber em temas específicos. Nessa etapa será verificado o alinhamento da proposta com o escopo da revista, a qualidade técnica e a contribuição para a área do conhecimento. Todo o processo de avaliação é “duplo cego”, garantindo a imparcialidade e o rigor técnico científico. A decisão sobre a aprovação ou reprovação é soberana, não cabendo recurso ao(s) autor(es) dos trabalhos.