Hipomineralização de dentes decíduos relacionada ao período de mineralização dental: relato de caso

  • Kamila Nogueira Borges da Costa
  • Mariana Siqueira e Silva
  • Clarissa Lopes Vieira
  • Meire Coelho Ferreira
Palavras-chave: esmalte dentário; hipomineralização dental; molar decíduo.

Resumo

A hipomineralização do segundo molar decíduo é uma alteração do esmalte de origem sistêmica que pode vir acompanhada da hipomineralização do primeiro molar decíduo e também da do canino decíduo. Crianças com esse defeito estrutural tendem a apresentar sensibilidade dental e necessidades restauradoras. O tratamento pode abranger aplicação de agentes dessensibilizantes, produtos de prevenção de perda mineral e materiais restauradores. Objetivo: Relatar caso clínico de uma criança com diagnóstico de hipomineralização dos molares e caninos decíduos. Relato de caso: Paciente do sexo masculino, 3 anos de idade, compareceu à Clínica Odontológica Infantil da Universidade Ceuma com queixa de sensibilidade ao mastigar. A mãe queixou-se da estética apresentada pelos dentes comprometidos. Ao exame clínico, constatou-se hipomineralização nos dentes 53, 55, 63, 65, 74, 75, 83, 84 e 85. Os dentes sensíveis receberam quatro aplicações de laser infravermelho (3/3 dias), cinco aplicações de verniz fluoretado (semanalmente), restaurações provisórias (dentes 65, 75 e 85) e definitivas (dentes 55, 74 e 84) de cimento de ionômero de vidro modificado por resina e restaurações de resina composta (dentes 53, 63, 65, 75, 83 e 85). Conclusão: O tratamento mostrou-se satisfatório, uma vez que diminuiu a sensibilidade e a perda mineral adicional, além de recuperar a função e a estética dental.

Publicado
2021-12-01
Seção
Artigos de Relato de Caso