Efeito da terapia fotodinâmica na desinfecção do sistema de canais radiculares

  • Dionatan Gomes
  • Kallyane Navarrete Gonçalves de Andrade
  • Larissa Nunes Rosa
  • Carlla Sloane Alberton
  • Flávia Sens Fagundes Tomazinho
Palavras-chave: canal radicular; desinfecção; laser; terapia fotodinâmica.

Resumo

A desinfecção dos canais radiculares é fundamental para o sucesso do tratamento endodôntico. Objetivo: Avaliar a eficácia antibacteriana da terapia fotodinâmica utilizando diferentes protocolos em canais radiculares infectados com Enterococcus faecalis. Material e métodos: Utilizaram-se 32 dentes humanos. Os canais foram contaminados com E. faecalis por 72 horas. Após esse período, eles foram preenchidos com uma solução de azul de metileno a 25 μg/mL até a sua embocadura, ativados com laser diodo de baixa potência e então divididos em quatro grupos experimentais (n = 8) de acordo com o protocolo de uso do laser: grupo I) ativado por 3 minutos em um comprimento de onda de 660 nm com 40 mW de potência total; grupo II) ativado por 5 minutos em um comprimento de onda de 660 nm com 40 mW de potência total; grupo III) 3 minutos em um comprimento de onda de 780 nm com 40 mW de potência total; grupo IV) 5 minutos em um comprimento de onda de 780 nm com 40 mW de potência total. As amostras bacteriológicas foram coletadas antes (A1) e depois (A2) do procedimento específico de cada grupo. O número de unidades formadoras de colônias foi contado. Resultados: Foi observada redução significativa no número de unidades formadoras de colônia. Houve diferença estatisticamente significante entre os grupos, e o protocolo do grupo II foi o que obteve maior diminuição do número de células viáveis após o uso da terapia fotodinâmica. Conclusão: Viu-se, com a metodologia empregada, que a terapia fotodinâmica leva à redução da contaminação intracanal, mas não foi capaz de erradicar completamente as bactérias contaminantes.

Publicado
2021-12-01
Seção
Artigos Originais de Pesquisa