Uso de matriz de colágeno para tratamento de recessão gengival RT1

  • João Carlos Rafael Junior
  • Natalia Coqueiro Siqueira
  • Paola Cariani Haidar Mazorra
  • Veruska de João Malheiros Pfau
  • Eduardo Augusto Pfau
Palavras-chave: recessão gengival; biomateriais; enxerto.

Resumo

A recessão gengival é um problema cada vez mais frequente nos consultórios odontológicos e acarreta diversos danos ao paciente portador, tanto estéticos quanto funcionais. O tratamento das recessões é cirúrgico, e o enxerto com tecido conjuntivo autógeno, considerado o padrão ouro, embora recentemente os biomateriais venham se apresentando como uma opção promissora, promovendo mais conforto ao paciente, e são capazes de otimizar o ato cirúrgico, pois a quantidade é ilimitada. Entre os substitutos, o Mucoderm®, constituído de uma matriz colágena suína, tem ganhado destaque e ótima eficiência clínica. Objetivo: Apresentar por meio de um relato de caso um procedimento cirúrgico para o tratamento de recessões gengivais RT1 usando uma matriz de colágeno. Relato de caso: Paciente P.C.H.M., gênero feminino, 35 anos, portando múltiplas recessões gengivais RT1. O procedimento cirúrgico foi realizado pela técnica do túnel associado ao biomaterial. Acompanhou-se o caso por nove meses. Conclusão: Após nove meses, o Mucoderm® demonstrou ótimo desempenho clínico no recobrimento radicular e diminuiu o tempo operatório, bem como a morbidade do paciente, uma vez que evita a necessidade de um segundo leito cirúrgico. Sendo assim, apresenta-se como uma boa opção aos enxertos autógenos.

Publicado
2021-06-28
Seção
Artigos de Relato de Caso