Reserva Biológica Estadual Mata Paludosa: paisagem, memória e patrimônio natural

Aline Beatriz Pacheco Carvalho, Judite Sanson de Bem, Cristina Vargas Cademartori

Resumo


O texto problematiza os conceitos de patrimônio natural e de paisagem
como expressão da memória e da identidade da comunidade de Itati, município
do litoral norte do estado do Rio Grande do Sul. No contexto da Reserva Biológica Estadual Mata Paludosa, enfatizam-se as consequências do desaparecimento de elementos da natureza, por conta das ações antrópicas que impedem o retorno das paisagens naturais às condições originais. Abordam-se os conceitos de paisagem e memória e sua inter-relação, como resultado das distintas formas pelas quais as comunidades ou grupos interagem com o ambiente. Ainda, analisam-se aspectos da criação da Reserva Biológica Estadual Mata Paludosa, considerando seus objetivos e dificuldades no que concerne à conservação da biodiversidade, e o desafio posto pela disseminação da espécie invasora uva-do-japão, que compromete a conservação do patrimônio natural no Rio Grande do Sul.


Palavras-chave


Hovenia dulcis; espécie exótica invasora; unidade de conservação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21726/rccult.v8i3.835

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional