Turismo e patrimônio cultural: revisitando uma polêmica típica por meio de pratos típicos

Lucas Graeff, Alexandra Marcella Zottis

Resumo


Este trabalho trata da dinamização de produtos e práticas gastronômicas
pela categoria patrimônio com vistas ao turismo cultural. Trata-se de um artigo
comparando as propostas de patrimonialização do menarosto e do galeto al primo
canto como pratos típicos de dois municípios do estado do Rio Grande do Sul, no
sul do Brasil. O argumento é de que a patrimonialização desses pratos responde à
reprodução social do grupo e, por consequência, as dimensões econômica e simbólica não se contradizem necessariamente. Nos dois casos estudados, essas duas dimensões imbricam-se na produção de uma narrativa civilizacional de persistência, de duração e de um sentido identitário comum.


Palavras-chave


turismo; patrimônio cultural; pratos típicos; colonização italiana no sul do Brasil.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21726/rccult.v8i3.804

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional