Del legado institucional al modelo relacional: una exploración de la trayectoria reciente del Museo Municipal de Arte Decorativo Firma y Odilo Estévez (Rosario, Argentina, 1968-2010)

Horacio Miguel Hernán Zapata

Resumo


O artigo busca contribuir com a reflexão sobre o papel do museu como uma instituição que atua, simultaneamente, nas tarefas de conservação, exibição e difusão de um patrimônio artístico e histórico cuja missão é gerar relatos a respeito desse patrimônio. Como estudo de caso, o texto explora a trajetória recente do Museu Municipal de Arte Decorativo Firma y Odilo Estévez, da cidade de Rosário (Argentina), por um enfoque que conjuga as contribuições da história social e dos estudos museológicos do patrimônio cultural. Centra-se em algumas das mudanças que vêm se dando no museu, desde sua instalação como entidade pública, em 1968, até o ano de 2010, com o objetivo de refletir sobre o papel que tem hoje como “lugar de memória” para o conjunto da sociedade de Rosário.


Palavras-chave


museu; coleção; patrimônio; lugar de memória; Rosário (Argentina).

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21726/rccult.v3i1.42

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internaciona