Disputas e tensões no Projeto Roteiros Nacionais de Imigração de Santa Catarina

Daniela Pistorello

Resumo


O objetivo do artigo é analisar o debate em torno do tombamento dos bens que integram o Projeto Roteiros Nacionais de Imigração em Santa Catarina a fim de perceber quais tensões estão presentes nessa proposta. O projeto, que é uma ação conjunta entre IPHAN, Fundação Catarinense de Cultura e prefeituras municipais, tratou de propor o tombamento de bens culturais ligados a alguns grupos de imigrantes em Santa Catarina e instituir roteiros turísticos. Os dossiês de tombamento e a ata do Conselho Consultivo, percebidos à luz do patrimônio cultural como campo de tensão, possibilitaram inferir que a atribuição de valores aos bens culturais é uma atitude política, repleta de disputas de toda ordem que permitem visibilizar ou não os sujeitos sociais envolvidos no processo.


Palavras-chave


Roteiros Nacionais de Imigração; patrimônio; tensões; Santa Catarina.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21726/rccult.v7i1.372

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internaciona