Aquém do capital, além do humano

Dalvit Greiner de Paula

Resumo


Resumo: Partindo do princípio de que a cultura reflete os desejos dos grupos de ocupar um território e de construir um futuro comum como condição de sua sobrevivência material e imaterial, este artigo discute a necessidade de rever a posição do Estado, neste caso entendido como a cidade, diante da distribuição de recursos para produzir cultura no país. Considera-se que a cultura, como um direito humano e um bem social inalienável, não deve ficar à mercê do capital nem do mercado como reguladores da produção e da oferta desses bens à sociedade.

 


Palavras-chave


cultura; aculturação; contracultura.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21726/rccult.v2i2.30

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internaciona