Legado étnico holandês como atrativo turístico na comunidade de Castrolanda, Paraná, Brasil

Luana Maria Baldissera, Miguel Bahl, Letícia Bartoszeck Nitsche

Resumo


O legado étnico de comunidades de imigrantes pode ser visto como promotor e propulsor da atividade turística, pois elementos da cultura como gastronomia, música, dança, monumentos atraem turistas até as localidades que contenham tais particularidades. Assim, o objetivo deste estudo é verificar a relação do legado étnico holandês com a identidade cultural local de modo a apresentar os principais produtos turísticos culturais encontrados na comunidade de Castrolanda (Paraná, Brasil). A metodologia utilizada foi de cunho teórico, realizada com base em referenciais bibliográficos, eletrônicos e pesquisa de campo. Constatou-se que os principais produtos culturais são o moinho, a Igreja Evangélica Reformada, o Museu do Imigrante, o Café Pub Kroeg “De Molen” e o Grupo Folclórico Holandês, os quais representam ingredientes culturais da identidade local: a arquitetura, a religião, a gastronomia, a dança e a música.


Palavras-chave


legado étnico; identidade cultural; atividade turística; Castrolanda.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21726/rccult.v6i2.243

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internaciona