QUALIDADE PERCEBIDA NO USO DAS CORES EM UMA CLÍNICA DE PSICOLOGIA VOLTADA PARA ADULTOS

Manuela Mello Fernandes, Kátia Maria de Lima Araújo

Resumo


Este estudo buscou averiguar a qualidade percebida no uso das cores a fim de entender e aplicar suas propriedades no design de interiores de estabelecimentos assistenciais de saúde. Ele procurou na história o uso da cor como elemento terapêutico, exemplificando experimentos realizados por teóricos, designers e psicólogos nos dias atuais, verificando a qualidade cromática percebida, por meio do significado e das sensações que cada cor transmite aos usuários do ambiente em que a cor foi trabalhada. Com base na compreensão da influência desse elemento, este trabalho apresenta uma proposta de uso de cores no design de interiores de uma clínica de psicologia voltada para adultos.


Palavras-chave


cor percebida; psicologia; iluminação; qualidade cromática.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21726/pd.v1i1.626

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Plural Design, ISSN 2595-8240, Joinville/SC, Brasil.

Licença Creative CommonsEste obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional