A atuação de educadores ambientais na formação de professores de escolas municipais de Belo Horizonte (MG), no Programa Escola Integrada Inhotim

Lidiane Maria Arantes, Eliane Maria Freitas Monken

Resumo


A educação ambiental (EA) vem se ampliando de forma satisfatória. A formação deprofessores deve ser acolhedora e ter poder de sensibilização e de interferência positivana vida de cada um. Trata-se de um grande desafio para a educação. A EA é trabalhadaem espaços formais e não formais de ensino. Como exemplo de um espaço não formal deeducação se pode citar o Instituto Inhotim, localizado em Brumadinho (MG). O objetivo dopresente trabalho foi analisar, por meio de um estudo de caso, de que maneira a formaçãode professores do Programa Escola Integrada Inhotim contribui para mudanças satisfatóriasna EA no ensino fundamental do ensino regular e influencia os comportamentos advindosdessa formação na sociedade. Em relação à escola e ao público analisado nesta pesquisa,verificou-se que a formação promovida no programa em questão funciona como basepropulsora para desenvolvimento de projetos que incentivam a EA nos espaços formais enão formais de ensino.

Palavras-chave


Educação ambiental; formação de educadores; educação integral.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21726/abc.v1i2.93

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Acta Biológica Catarinense, ISSN 2358-3363, Joinville/SC, Brasil.Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.