Comunidades de invertebrados terrestres de pastagem em área com produção animal no sul do Brasil

Kelly Fioreze, André Sordi, Alceu Cericato, Jackson Fábio Preuss

Resumo


A suinocultura tem importância econômica e social, mas a produção tem um grande potencial poluidor. Este trabalho teve como objetivo avaliar as alterações nos atributos químicos do solo e a composição de invertebrados terrestres em pastagem submetida à aplicação sucessiva de ejeções suínas. O estudo ocorreu na Fazenda Nardino, localizada no município de Cunha Porã (SC). As coletas para determinação de fósforo (P), potássio (K), pH, carbono orgânico e densidade foram realizadas em dez pontos de coleta em cada tipo de pastagem, nas camadas de 0-5, 5-10, 10-20, 20-30 cm de profundidade do solo. Instalouse um conjunto de 30 armadilhas de queda em cada um dos ambientes. A aplicação de ejeção líquida suína aumentou significativamente a concentração
de P na superfície do solo e o tornou mais ácido. Apesar da alta similaridade da comunidade de invertebrados (r ² = 0,98) entre os ambientes analisados, percebeu-se que a sucessiva aplicação de ejeções suínas afetou negativamente os invertebrados edáficos sensíveis às variações ambientais. A abundância não foi determinada estatisticamente pela temperatura, umidade relativa do ar e
pluviosidade média mensal, entretanto é possível notar uma relação entre a abundância dos invertebrados e a curva da pluviosidade.


Palavras-chave


invertebrados edáficos; solo; suinocultura.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21726/abc.v5i2.500

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Acta Biológica Catarinense, ISSN 2358-3363, Joinville/SC, Brasil.Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.