Caracterização morfométrica da Bacia Hidrográfica do Rio Itajaí – Santa Catarina

Dionatan Gerber, Carla Talita Pertille, Francielle Santos Vieira, Bruno Jan Schramm Corrêa, Camila Furlan de Souza

Resumo


A caracterização morfométrica de bacias hidrográficas fornece informações importantes para o planejamento da conservação da água e demonstra a susceptibilidade à erosão e a capacidade de uso do solo. O objetivo do estudo foi caracterizar as propriedades morfométricas da bacia do Rio Itajaí (SC), utilizando-se de dados SRTM e ambiente SIG, por meio da obtenção de parâmetros geométricos, de relevo e de rede de drenagem. Os dados evidenciaram que a bacia hidrográfica é de 5.ª ordem e apresenta forma alongada com relevo ondulado. O estudo apontou baixa capacidade e densidade de drenagem, apresentando um padrão dendrítico, com poucas ramificações. A bacia compreende canais transicionais, regulares e irregulares, o que indica media taxa de transporte de sedimentos. A análise dos dados mostrou os atributos da bacia diante da dinâmica ambiental, permitindo inferir que a bacia do Rio Itajaí é pouco sujeita a enchentes. Entretanto existe a necessidade de estudos complementares das suas microbacias para verificar efetivamente o seu potencial quanto à ocorrência de enchentes, inundações ou alagamentos.


Palavras-chave


enchentes; manejo de bacias; modelo digital de elevação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21726/abc.v5i1.446

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Acta Biológica Catarinense, ISSN 2358-3363, Joinville/SC, Brasil.Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.