Produção e qualidade de mudas de Psidium cattleianum var. cattleianum Sabine (Myrtaceae) em diferentes substratos

Alan Richar Freitas Marques, Viviane da Silva Oliveira, Alexandra Augusti Boligon, Silvane Vestena

Resumo


Analisou-se o uso de lodo de esgoto como substrato na produção de mudas de Psidium cattleianum var. cattleianum Sabine. Os tratamentos foram: T1 (50% substrato comercial Plantmax® + 50% cama de equino, tido como composto orgânico), T2 (20% lodo de esgoto + 80% composto orgânico), T3 (40% + 60%) e T4 (60% + 40%). Os tratamentos foram arranjados em delineamento inteiramente casualizado, com cinco repetições por tratamento com 50 sementes cada. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias discriminadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. A cada três dias, durante 90 dias, realizou-se a contagem de plântulas que emergiram, para posterior cálculo de índice de velocidade de emergência. Decorridos 180 dias após a semeadura, foi calculada a porcentagem de emergência, foram verificadas as características biométricas e foi calculado o índice de qualidade de Dickson. A utilização do substrato comercial associado a cama de equino proporcionou as menores médias para todas as características avaliadas. Os tratamentos com lodo de esgoto associado ao composto orgânico apresentaram os melhores resultados para as características morfológicas avaliadas, sendo o tratamento 3 aquele com os melhores resultados.


Palavras-chave


características morfológicas; lodo de esgoto; produção de mudas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21726/abc.v5i1.374

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Acta Biológica Catarinense, ISSN 2358-3363, Joinville/SC, Brasil.Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.