Impacto da água residual de curtume no crescimento inicial de Atriplex nummularia Lindl. cultivada em luvissolo

  • Jefferson Ferreira de Freitas Feitosa
  • Adriana de Fátima Meira Vital
Palavras-chave: Amaranthaceae; curtume; erva sal; fitorremediação; salinidade.

Resumo

O processo de curtimento do couro é uma atividade degradatória, pela geração de resíduos que se inicia com a salga, da qual resulta uma água residuária de elevada carga orgânica e de sais, geralmente depositada no meio ambiente. Buscando mecanismos para minimizar o impacto causado ao solo pela atividade há a possibilidade do uso de plantas tolerantes aos elevados níveis de salinização, uma estratégia de fitorremediação, a exemplo da erva sal – Atriplex nummularia Lindl. (Amaranthaceae). A pesquisa objetivou verificar, no crescimento inicial da erva sal, o impacto da água residuária de curtume diluída. Os tratamentos aplicados foram: cinco diluições da salmoura (100, 50, 20, 4 e 0,8%) e controle, com quatro repetições. Analisou-se inicialmente o solo da área de descarte da salmoura e, em seguida, procedeu-se ao plantio das estacas de A. nummularia no substrato, oriundo de luvissolo, submetendo-as aos seis tratamentos. Constatou-se que o solo na área de descarte da salmoura tem alta concentração salina. Quanto à resposta das plantas, observou-se que, quanto maior a diluição da salmoura, menor a concentração dos sais nos solos, aumentando a altura, o diâmetro, o número de brotações, o número de raízes e o comprimento de raízes de A. nummularia.

Publicado
2020-12-18